Você decidiu que é hora de abandonar a corrida. Será muito mais divertido correr atrás de bolas de tênis e golfe do que de caminhões. Você imagina que vender seu negócio não deve ser diferente do que vender sua casa. Basta contratar um corretor, escrever uma sofisticada apresentação e criar um leilão para aumentar o preço.

Antes de cravar a placa de “Vende-se” no gramado, pense sobre a mensagem que sua decisão de vender irá passar para seus funcionários, clientes e possíveis compradores (palavras como desesperado, desistindo, arriscado, com certeza vêm à mente). Deseja assustar todas as partes interessadas no momento que você mais precisa delas?

Boas empresas não são vendidas, elas são compradas. Você nunca irá conseguir o melhor preço para seu negócio se coloca-la à venda em um leilão. É praticamente impossível conseguir uma boa oferta, uma vez que você lenvantou sua mão para jogar a toalha. A mentalidade de portais de venda funciona quando você está vendendo camisetas autografadas, não negócios.

As melhores ofertas vão sempre acontecer quando alguém vier bater em sua porta. Nossa sugestão é a de que você siga os passos abaixo e fique pronto para atender à porta quando você menos espera.

Construa sua marca

Crie um valor a longo prazo de sua marca. Foque em construir um modelo de negócio rentável, sustentável que dê lucro e tenha números sólidos. Gerir uma empresa de primeira classe fará você receber uma oferta irrecusável.

Limpe o armário

Somente uma entre três cartas de intenção de compra, será concretizada em uma venda. A maneira mais rápida de estragar a negociação é ter uma surpresa durante a “due dilligence”. Se você tem esqueletos no armário, eles serão achados. Ações judiciais antigas, problemas com impostos, reclamações de clientes, reclamações trabalhistas não resolvidas, são exemplos que quebrarão a credibilidade do comprador. Vá ao confessionário e resolva seus pecados do passado antes que eles te custem a perda de uma boa oferta pela sua empresa.

Calçe suas botas

Proprietários de pequenas empresas passam a maior parte de seu tempo trabalhando em seus negócios, não para seus negócios. O dia que você assinar uma carta de intenção de compra, será o dia que 100% do seu tempo passará a ser dedicado ao desgastante processo de “due diligence”. Esta é uma grande tarefa que só será compensada se você focar no atendimento ao cliente e não em fechar a negociação. Volte um passo atrás e determine quem calçará suas botas diariamente enquanto você ainda tem o controle de seu tempo.

Mato,  ok

Nada é mais atrativo para um comprador do que uma empresa em crescimento. Crescer como mato não é apenas atrativo para os compradores como também vai empurrar o multiplo da indústria para uma escala maior. Também é muito importante ser capaz de articular seu crescimento e ter um entendimento claro de onde quer chegar. Dar a desculpa de que seus clientes são ocupados demais para dar um depoimento positivo sobre seu negócio, não será bom o bastante.

Pense como um comprador

Negócios entre estranhos raramente acontecem. Sempre existe algum tipo de relacionamento pessoal entre as partes. Se você está interessado em vender seu negócio, faça com que encontrar compradores em potencial seja prioridade. Aprenda sobre os negócios deles, como eles pensam e o que consideram atrativo em suas aquisições. Por exemplo, você pode descobrir que vários compradores gostam de ver os contratos firmados com clientes. Se seus contratos são todos firmados na base do aperto de mão, talvez seja tempo de uma estratégia corretiva. Quando você pensa como um comprador, você aumenta as chances de fechar o melhor acordo possível.

Foque no que você pode controlar e sua estratégia de saída do negócio irá acontecer naturalmente. Se algúem se interessar pelo seu negócio e o preço não parecer correto, não importa, você não precisa vender, você continua gerando fluxo de caixa positivo e mantendo suas deficiencias na casa de um dígito.

Pense em ajuda

Vender um negócio é algo muito mais complexo do que muitos empresários percebem. Essa é a razão pela qual a melhor maneira de vender sua empresa é por meio de serviços de  consultores especializados e com muita experiência. Utilizar o apoio de quem lida com isso no dia a dia economiza tempo e evita muitos transtornos.